SPIP

[ar] [ast] [bg] [br] [ca] [co] [cpf] [cs] [da] [de] [en] [eo] [es] [eu] [fa] [fon] [fr] [gl] [id] [it] [ja] [lb] [nl] [oc] [pl] [pt] [ro] [ru] [sk] [sv] [tr] [vi] [zh] Espace de traduction

Télécharger

O que é o SPIP?

Um sistema de publicação para a internet

Maio de 2005 — mis à jour le : Novembro de 2012

Todas as versões deste artigo :


SPIP, um sistema de publicação

SPIP é um sistema de publicação para a internet. Como assim?! Ele é um conjunto de arquivos, instalado no seu servidor web, que lhe permite beneficiar-se de um certo grau de automação: gerenciamento multiusuário, composição de matérias sem a necessidade de usar código HTML, alteração fácil da estrutura do seu site... Com o mesmo programa que você usa para navegar na internet (Netscape, Microsoft Explorer, Mozilla, Opera...), o SPIP permite criar e manter atualizado um site, graças a uma interface de utilização muito simples.

Existem outros sistemas de publicação, cada um com suas especificidades. Um dos mais conhecidos atualmente é o phpNuke; ele impõe uma estrutura consideravelmente rígida, sob a forma de portal, contendo matérias curtas. O SPIP é mais flexível, orientado para a criação de um site estruturado como uma revista, ou seja, com seções, subseções (e assim sucessivamente), nas quais são inseridas matérias e notas que podem ser complementadas por fóruns de discussão.

Porquê o SPIP?

O SPIP é um software livre distribuído sob Licença Pública Geral GNU (GNU General Public License ou GPL). Os requisitos de software e hardware do SPIP são razoáveis e adequam-se mesmo a certos serviços de hospedagem gratuitos (veja as Perguntas mais Freqüentes e o manual de instalação para mais detalhes - ou, para resumir ao extremo: PHP+MySQL).

O SPIP é distribuído gratuitamente neste site.

Os benefícios do SPIP são...

-  gerenciar um website no estilo revista, ou seja, composto principalmente de matérias e de notas inseridas numa arvorescência de seções embutidas umas nas outras. Veja a lista completa das carateristicas do SPIP para mais detalhes.

-  separar completamente, e distribuir entre diferentes pessoas, três tipos de tarefas: a composição gráfica, a contribuição redacional via proposição de matérias e de notas, e a gestão editorial do site (tarefa que inclui a organização das seções e a validação das matérias propostas...).

-  dispensar o webmaster e todos os participantes da vida do site de um certo número de aspectos fastidiosos da publicação na web, bem como de conhecimentos técnicos de aprendizado lento. A instalação do SPIP se realiza através de uma interface simples e passo-a-passo, ao fim da qual você poderá começar a criar as suas seções e matérias.

O SPIP tem as características a seguir...

Para o(s) redator(es) e administrador(es)

-  Uma interface web intuitiva torna extremamente simples a proposição de matérias e de notas, bem como o gerenciamento editorial do site. Além disso, atalhos tipográficos permitem formatar um texto sem precisar utilizar a linguagem HTML, tornando assim a contribuição redacional acessível a todos, e tão simples quanto escrever um e-mail.

Para o webmaster

-  O aspeto gráfico e a navegação são definidos por gabaritos HTML (ou «templates») definido, cada um, uma «visão» (por exemplo: uma visão para a página de índice, uma outra mostrando uma seção e um resumo do seu conteúdo, uma terceira para o detalhe de uma matéria, uma quarta para o detalhe de uma nota). A forma como o conteúdo redacional do site é inserido nessas páginas é definido por um certo número de pseudo-tags HTML relativamente fáceis de dominar.

-  O SPIP não restringe as possibilidades gráficas e navigacionais do site. Os gabaritos HTML são inteiramente definidos pelo webmaster do site, sendo possível gerenciar certos elementos do site com o próprio SPIP e o resto manualmente ou mesmo com outros sistemas de publicação (na condição de que estes sejam tão tolerantes quando o SPIP, é claro).

Para os visitantes

-  Um sistema de cache para a parte pública do site acelera o desempenho, evitando um grande número de requisições à base de dados e, ainda, cumprindo o papel de protetor contra indisponibilidades eventuais da própria base de dados (frequentes em servidores «sobrecarregados»): neste caso, o site permanece disponível de modo transparente, mesmo que qualquer modificação de conteúdo seja impossível (incluíndo a contribuição nos fóruns).

-  Um motor de busca e de indexação integrado ao SPIP, se ativado pelo webmaster, permite efetuar procuras no conteúdo público do site.

Os inconvenientes

Neste momento, a flexibilidade do SPIP implica em um pouco de esforço de aprendizagem por parte do webmaster para modificar a apresentação padrão. Contrariamente a sistemas muito restritivos, como o phpNuke, onde você pode alterar as cores e o logo simplesmente clicando em um botão (mas, é tudo a que você tem direito), o webmaster sob o SPIP precisa aprender alguns rudimentos de um pseudo-HTML que lhe permite fazer o que quiser.

O SPIP é fornecido com um formato de interface de navegação completo; a partir do momento que você começar a criar o conteúdo do seu site, ele poderá ser imediatamente visitado, e adotará a interface gráfica padrão fornecida. O webmaster do site pode, é claro, construir a sua própria interface gráfica, se assim o desejar.

No futuro, está previsto que diversas apresentações sejam fornecidas com o SPIP, permitindo à maioria dos webmasters reutilizar uma que lhe convenha para minimizar o esforço de personalização.

Exemplos

O exemplo clássico de utilização do SPIP é o webzine uZine2 (o código, inicialmente específico, deste site foi o usado para realizar o SPIP genérico). Entre outros sites funcionando com o SPIP, citamos o Le Monde Diplomatique e Vacarme.

Continuando...

Para ir além, e mergulhar no SPIP, será útil para você ler a documentação, os exemplos e os «primeiros passos» propostos nesta seção. As listas de difusão estão igualmente à sua disposição para trocar questões, truques e dicas. Até breve!


Importar o esqueleto desta página Sítio realizado com SPIP | Espace de traduction | Espaço privado