SPIP

[ar] [ast] [bg] [br] [ca] [co] [cpf] [cs] [da] [de] [en] [eo] [es] [eu] [fa] [fon] [fr] [gl] [id] [it] [ja] [lb] [nl] [oc] [pl] [pt] [ro] [ru] [sk] [sv] [tr] [uk] [vi] [zh] Espace de traduction

Download

Instalar o SPIP

Maio de 2005 — mis à jour le : Novembro de 2012

Todas as versões deste artigo :


A instalação do SPIP é simples: não é necessário alterar «à mão» nenhum ficheiro em particular com variáveis esotéricas. O processo é muito fácil, como pode ver abaixo:
— 1. Fazer o download do ficheiro do SPIP no nosso servidor, e descompactá-lo no seu pc. Fica com uma pasta de nome «SPIP...» que contém o conjunto dos ficheiros do sistema SPIP.
— 2. Instale o conteúdo desta pasta no seu sítio (por FTP, como faz normalmente para colocar as páginas no seu sítio).
— 3. Abra o browser e navegue para o seu sítio, para um subdirectório chamado «ecrire», onde o SPIP lhe apresenta uma interface gráfica que lhe permite configurar o sistema. Uma vez fornecidas algumas informações de configuração, o SPIP está completamente instalado e pode começar a trabalhar no seu sítio.

image 400 x 400

Configuração necessária

Precisa que o seu serviço de hospedagem Web lhe proporcione:
— acesso FTP para a instalação dos ficheiros;
— suporte a PHP3;
— acesso a uma base de dados MySQL.

Antes da instalação, precisa de ter uma base de dados MySQL disponível. Em muitos serviços de alojamento é necessário solicitar a activação de uma base MySQL ao administrador, ou seguir um procedimento automático online (em qualquer dos casos, a activação da base de dados MySQL não tem nada a ver com o SPIP; se tiver dificuldades, só o seu serviço de alojamento pode fornecer-lhe as palavras-passe necessárias e explicar-lhe o modo como pode activar a sua conta MySQL).

Precisa de conhecer os dados da sua ligação MySQL (fornecidos pela empresa fornecedora do alojamento):
— o endereço da base MySQL: por exemplo sql.free.fr, ou localhost, ou em branco;
— o seu login MySQL: geralmente o nome de utilizador que usa para aceder à Internet;
— a sua password MySQL: geralmente a mesma do seu acesso à Internet;

Aquando da instalação, uma vez introduzidas estas informações, é necessário indicar também:
— o nome da base de dados: muitas vezes o nome que usa para aceder à sua ligação à internet - é possível que o servidor lhe ofereça a possibilidade de criar a sua própria base de dados.

Exemplo: se tivesse uma conta com o nome «minhapagina» no Clix (endereço: http://minhapagina.planetaclix.pt), o endereço da base MySQL seria «sql.planetaclix.pt», o nome da base de dados seria «minhapagina» e a palavra-passe a mesma do seu acesso à Internet. Bastar-lhe-ia activar a sua base de dados para php.*ver nota no final

Estes elementos são indispensáveis: se não os conhece, contacte o seu serviço de hospedagem e peça-lhos.

Não é necessária nenhuma configuração especial no seu pc, visto que o SPIP é gerido exclusivamente através da Internet. Tudo o que precisa é de um browser (qualquer um), e de um programa de FTP para instalar os ficheiros na sua conta.

Instalação automática («spip_loader»)

Existe um processo de instalação ultra-simplificado para o SPIP: um ficheiro de que faz o download para o seu servidor, e que procede à instalação automática. Atenção: este processo não funciona em todos os servidores. Se não funcionar (aperceber-se-á imediatamente), passe à etapa 1 descrita abaixo.

Faça o download do ficheiro spip_loader.php3 no endereço abaixo (se o nome do ficheiro surgir na janela do seu browser, clique sobre ele com o botão direito do rato, e escolha »Gravar como...»):
— http://rezo.net/spip-dev/INSTALL

e faça o upload do ficheiro para o seu servidor (no seu serviço de hospedagem) por FTP. «Visite» esta página com o seu browser (um endereço como: http://minhapagina.planetaclix.pt/spip_loader.php ) e siga o procedimento indicado.

Se o procedimento funcionar, este pequeno ficheiro vai buscar o SPIP ao nosso próprio servidor e insta lá-lo no seu local de alojamento. O processo de configuração arranca automaticamente. (etapa 3 - ver abaixo.

1. Transferir o SPIP

O SPIP está disponível para download no endereço:
— http://www.spip.net/spip-dev/DISTRIB

Nesta pasta encontra um ficheiro spip.zip: trata-se da versão completa do SPIP, que inclui todas as traduções existentes.

Após fazer o download descompacte o ficheiro no seu computador num directório à sua escolha, e transfira de seguida o conteúdo do directório para o directório que criar para o efeito no seu servidor de Internet - usando o programa de FTP.

2. Instalar os ficheiros

Instale o conjunto de ficheiros do SPIP no seu sítio, na localização onde pretende que o sítio gerido pelo sistema esteja acessível ao público: geralmente na raiz do sítio, mas não é imprescindível.

A título de informação, a estrutura é a seguinte:

  • directório raiz
    • squelettes .html
    • muitos ficheiros .php3
    • directório /CACHE (vazio)
    • directório /IMG
    • directório /NAVPICS
    • directório /ecrire (o mais importante)
      • muitos ficheiros .php3
      • directório /AIDE
      • directório /img_pack
      • directório /data (vazio)
      • directório /lang
      • directório /upload (vazio)

3. Processo de configuração

A partir daqui tudo se passa online. Basta-lhe aceder ao seu directório «/ecrire» através do browser.

Exemplo: de acordo com o exemplo anterior, seria o endereço http://minhapagina.planetaclix.pt/ecrire

Aquando da primeira ligação a este endereço, ocorre um processo de instalação passo a passo. A interface é muito simples, basta introduzir as informações pedidas (basicamente as informações relativas à base de dados MySQL indicadas no início). Uma vez terminado o processo, o sistema pede-lhe a identificação que indicou, e pode começar de imediato a gerir o seu sítio. A partir daqui, é sempre nesta pasta «/ecrire» que fará todo o trabalho, após introduzir os seus códigos de entrada.

Em todas as etapas do processo de instalação, encontra um link para a ajuda (como este: ), que faz surgir uma janela com a ajuda que explica cada pormenor da utilização do SPIP. (A única operação um tanto complexa ocorre em alguns servidores: talvez tenha que modificar os «direitos de acesso» de certas pastas; a operação não é muito difícil, e a ajuda mostra-lhe os pormenores necessários.)

Se tudo correu bem até aqui, o processo de instalação terminou e pode criar e gerir o seu sítio sem qualquer outra manipulação esotérica...

Em caso de grande erro (do género: esqueceu o seu próprio acesso ao sítio - frequente no início...) para recomeçar o processo de instalação, recorra ao seu programa de FTP e apague os seguintes ficheiros:
— /ecrire/inc-connect.php3
— /ecrire/.htaccess (se existir)

Da próxima vez que aceder via browser`ao directório «ecrire» desencadeará de novo todo o processo de configuração (na verdade, é a inexistência do ficheiro «inc-connect.php3» que provoca o início deste processo).

O seu testemunho

A fim de nos ajudar a melhorar este processo de instalação, agradecemos que nos dê conta da sua experiência no fórum «installation> neste sítio, ou escrevendo para spip@rezo.net (atenção: em ambos os casos as suas respostas serão publicadas no nosso sítio, quer no fórum, quer nos arquivos da nossa lista de discussão). Se procedeu pessoalmente à instalação, indique por favor:

-  o nome do seu serviço de alojamento (importante, para que tenhamos uma ideia dos diferentes serviços compatíveis, sobretudo os gratuitos);

-  as eventuais dificuldades encontradas (incluindo as dificuldades de interface e de compreensão do processo de instalação, para que possamos aperfeiçoar a interface ou a documentação);

-  mesmo que a sua instalação tenha decorrido sem qualquer dificuldade, agradecemos que no-la indique (é uma informação interessante).

P.S.

* Este é um exemplo fictício, porque o Clix não disponibiliza uma base de dados aos sítios alojados gratuitamente. Pode experimentar o sítio francês Free


Exibir o modelo desta página Sítio realizado com SPIP | Espace de traduction | Área privada